Autos

Mudança na lei para os blindados

Nova norma proíbe recuperação de vidros, obriga registro próprio e determina alterações no teto solarA partir de agosto, carros blindados deverão obedecer nova regulamentação. Conforme o Exército Brasileiro, a portaria nº 55 traz uma série de mudanças que deverão impactar a compra, a venda e a manutenção dos automóveis. Entre as principais alterações contidas na norma, destacam-se a proibição na recuperação de vidros delaminados (quando as camadas do material começam a se deslocar uma das outras), a necessidade do proprietário obter Certificação de Registro (CR) junto ao órgão, além de alterações na blindagem de veículos que possuem teto solar.Mudança na legislação deve melhorar na qualidade do serviçoFoto: Reprodução InternetDe acordo com o especialista em segurança e blindagem veicular, Glauco Splendore, as novas regras deverão trazer maior segurança aos processos de aquisição e transferência de veículos blindados e maior rigor na prestação de serviços. “Considero que as mudanças são positivas à medida que focam na segurança do processo e devem prover melhores garantias aos clientes que buscam o serviço”, ressalta. Segundo ele, o Brasil é líder mundial na frota de carros blindados, com mais de 18,5 mil veículos. E os números continuam em ascensão.Em relação aos documentos de veículos blindados, antes bastava a blindadora apresentar o CR. Agora, com a nova regra, a exigência se estende aos proprietários, seja pessoa física ou jurídica. Segundo Splendore, essa modificação deverá criar mecanismos mais rígidos e controlados. O documento, ressaltando, tem validade de três anos.Portaria nº 55, do Exército Brasileiro, traz mudanças que deverão impactar na compra, na venda e na manutenção dos automóveis blindadosFoto: DivulgaçãoTeto solarQuem possui um veículo blindado com o acessório, pode perder o recurso, ao menos em parte. A portaria do Exército expressa a exigência para que o equipamento seja composto por peça única, fixa, e com mesmo nível da blindagem aplicada nas demais partes do carro.Os níveis de proteção veicular, contudo, permanecem inalterados. O especialista indica o Nível III-A como o mais apropriado, com a permissão do órgão fiscalizador. As blindadoras devem fornecer ao cliente o Termo de Responsabilidade, com firma reconhecida e a descrição de todo o material utilizado, quantidade e nível de blindagem, além de validade da proteção balística aplicada.Uma vez que alguma peça se danifique, esta deverá ser inutilizada, ainda que haja possibilidade de reparo. Neste caso, deve ser feita uma comunicação específica. Agora, com a regulamentação da nova regra, sai de cena o procedimento de ‘reautoclavagem’, que seria a recuperação de vidros com bolhas ou delaminados, comum antes das nova determinação.Splendore considera que o proprietário de um blindado terá um aumento no custo de aquisição e manutenção do recurso, mas deverá estar mais seguro ao final do processo. “Haverá, sim, um custo maior com documentação e com a execução de determinados procedimentos relacionados à manutenção do carro. Mas o ganho técnico e as garantias do material aplicado deverão trazer maior proteção e resolutividade, pois, infelizmente, nem todas as blindadoras exercem este compromisso”, argumenta o especialista.Outra questão que pode preocupar os consumidores é em relação ao prazo para a efetivação de serviços de blindagem, já que agora a liberação passa a ter um nível maior de fiscalização. “Acreditamos que demandará um prazo um pouco maior para a autorização, mas nada que comprometa. Havendo, inclusive, expressa delimitação no período máximo para a conclusão dos serviços”.

More Autos

Volkswagen up! e Saveiro ganham série Pepper

No subcompacto, o preço da versão esportiva começa em R$ 57.900, com motor TSI. Principais novidades são apenas estéticasA ornamentação ‘Pepper’, da Volkswagen, agora está disponível também para o up! e Saveiro. O perfil próprio da série antes era uma exclusividade do Fox. No subcompacto, o preço começa em R$ 57.900, com motor TSI. Entretanto, mecanicamente, não há novidade.Linha Pepper da Volkswagen agora contempla também up! e Saveiro. Série apenas decora os veículosFoto: DivulgaçãoO que entra em cena é a perfumaria da série especial. Com a chegada deste, a versão High up! TSI fica fora de cena temporariamente. O incremento estético é formado por filete vermelho na grade. A mesma cor compõe a capa dos retrovisores (caso a carroceria seja vermelha, então o contraste ficará a cargo do preto), teto pintado de preto (na Saveiro é opcional), rodas de liga leve diamantadas e adesivos que identificam a série especial.No up!, a decoração foi mais caprichada. Ele, de exclusivo, tem saias laterais pretas e aerofólio. No interior do pequeno, a cor predominante é preto e detalhes em vermelho causam efeito no volante, saídas de ar-condicionado e bancos, estes revestidos de couro sintético e com a inscrição ‘Pepper’, identificação também presente na soleira das portas.Uma vez que o up! Pepper substitui o High up!, o pacote de equipamentos de ambos é o mesmo. Os principais itens de série são: direção elétrica, ar-condicionado, retrovisores elétricos e sensores de estacionamento traseiro, luminosidade e chuva. O rádio chamado pela Volkswagen de ‘Composition Phone’ é ofertado como opcional por R$ 1,4 mil.Já na Saveiro também há substituição, com o afastamento da versão Highline cabine dupla. As variantes Pepper são oferecidas tanto na cabine estendida, quanto na dupla. Os preços são, respectivamente, de R$ 67.810 e R$ 71.090.No interior foi feito o mesmo trabalho de acabamento encontrado no up! Sobressaindo ao preto estão costuras vermelhas presentes no volante, bancos e coifa da alavanca de câmbio. A cor também adorna as saídas de ar-condicionado. Os assentos também são em couro sintético com logo da série.Mesmo que a decoração Pepper denote esportividade, o motor nas duas opções é o 1.6 8V MSI de 108 cv e não o 1.6 16 V de 120 cv, exclusivo da Cross.

Autos Archives

Mercedes lança no Brasil o C 300 Estate
Versão bem comportada e familiar do Classe C desembarca aqui por R$ 265.900No segmento de automóveis de luxo surge um carro para manter a resistência das familiares carrocerias station wagon/perua ...
Novo Mitsubishi Outlander para sete ocupantes
Além da terceira fileira de bancos, versão do crossover está equipada com motor 2.0. Veículo batizado de Comfort custa R$ 143 milO Mitsubishi Outlander está com uma nova versão, batizada ...
CNH vencida vale como identidade
Embora a legislação atual determine que o RG não tem prazo de validade determinado no país, vários órgãos passaram a exigir uma data de emissão de até dez anos para ...
Ford revela detalhes do novo EcoSport 2.0 Titanium
Versão topo de linha do SUV da Ford chega em agosto no país com design renovado e câmbio novoA Ford revelou novas informações de como será a repaginada do EcoSport ...
Land Rover Discovery já está no país
Apresentado pela primeira vez no Salão de São Paulo, utilitário de sete lugares custa até R$ 469 milO novo Land Rover Discovery já está a venda no Brasil. Apresentado ...
Mais dicas para manter seu carro por mais tempo
Quer manter seu carro rodando por mais tempo? Então confira mais dicas! Elas são simples, mas farão a diferença na conservação do seu veículo.1 – Mantenha o carro limpoA ...
S10 Flex automática traz conforto com proporções maiores
Modelo tem cabine agradável como um carro de passeio, mesmo sendo uma picapeA Chevrolet dotou recentemente sua S10 flex com câmbio automático de seis velocidades. Fomos rodar com a picape ...
Mercedes-Benz Classe C Sport é topo de linha no mercado nacional
Modelo é a nova versão mais sofisticada de sedãs médios e custa R$ 241.900Modelo custa R%24241.900Foto: DivulgaçãoO Mercedes-Benz Classe C está com uma nova versão para ocupar o posto de ...

Próxima página »